A cerimónia de Natal dos prisioneiros na prisão do Suai

Versão para impressão

Suai-(PS) –Sua Excelência, aMinistra da Justiça do VII Governo Constitucional, Dra. Maria Ângela Carrascalão,acompanhada pelo Diretor Geraldo Ministério da Solidariedade Social, Dr. Rui Exposto, do Diretor Nacional de Serviços Prisionais e Reinserção Social, Dr. Helder Belo, e do Presidente do Município de Suai, participou na cerimónia de Natal dos prisioneiros da prisão do Suai na quinta-feira, dia 28 de Dezembro de 2017.
Antes de começar a cerimónia, a Ministra da Justiça participou na Missa Especial de Natal e do Ano Novo, no recinto da Prisão de Suai. A missa foi presidida pelo Padre Simão Sidon (Vigário-Geral da Paróquia de Suai). Na sua homilia, o Sr. Padrereferiu que aquele lugar foi criado pelo Estado para ajudar a educar as pessoas e, quando os prisioneiros dali saírem, têm de implementar a sua aprendizagem em favor da comunidade. O tempo passado na prisão é de reflexão.

Por sua vez, o Diretor Helder Belo relembrou que foi iniciada a construção do edifício da prisão do Suai em 2014, e terminada no ano 2016, tendo sido inaugurada pelo Ex. Ministro da Justiça Ivo Valente no mês de Maio de 2017. Os prisioneiros começaram a ser transferidos no mês de Agosto de 2017, da prisão de Becora em Díli. Atrás das “portas de ferro” que envolvem os prisioneiros,há um lugar para praticar os ensinamentosentretanto adquiridos.

A Ministra da Justiça, Dra. Maria Ângela Carrascalão,na sua intervenção, referiu que entende ser sua obrigação a visita e a partilha das celebrações do Santo Natal com os prisioneiros.No seu entender, a prisão deverá ser vista como um local de passagem e uma formação para o futuro, onde serão abandonados os maus comportamentos e criados os alicerces para cada um poder contribuir para uma nação cheia de paz. Concluiu depositando esperanças naqueles cidadãos timorenses desejando-lhes um feliz Natal e bom ano 2018.
Após as intervenções, seguiu-se o corte do bolo e abertura do champanhe, demonstrações de artes e danças pelos jovens, estudantes e comunidade da aldeia Lekeu do suco de Debus. A cerimónia terminou com dahur (danças) juntamente com os prisioneiros e os outros participantes.
Às 14:00, a Ministra da Justiça fez uma visita de cortesia ao Tribunal do Município de Suai para ver as condições e ouvir o que é que esta instituição do Estado enfrenta no seu dia-a-dia.
O Diretor do Tribunal do Município de Suai, Dr. Álvaro Maria Freitas disse que apesar de a construção deste edifício ser antiga, foi reabilitado em 2015, tendo neste momento, 5 funcionários permanentes, 3 funcionários casuais e 7 juízes.
Depois da visita de cortesia, a comitiva da Ministra da Justiça regressou para Díli.


Honorio Santos
Media Officer
Gabinete Ministra Justisa